Vantagens do Cultivo Protegido

Aumentar a produção reduzindo custos e produzindo em pequenos espaços são peças chave no cenário atual da agricultura.



Uma das formas para adequar a produção ao novo cenário é o cultivo protegido. Temperaturas elevadas, excesso de chuvas ou secas, granizo e geadas vem preocupando cada vez mais o pequeno, médio e o grande produtor. As intempéries climáticas prejudicam tanto a qualidade quanto o rendimento da produção, podendo diminuir drasticamente a rentabilidade do negócio. Outra preocupação é a questão sanitária da produção, as pragas definem a principal preocupação do produtor.

O cultivo protegido é a principal saída para a produção de organismos com alta incidência de pragas

A saída que o engenheiro encontrou para sanar estes problemas é levar a plantação para dentro de estufas. No cultivo protegido há maior controle das condições necessárias para cada cultura. Umidade, temperatura, vento, incidência solar e a quantidade de água que a planta necessita podem ser monitoradas e corrigidas com maior facilidade quando comparada ao cultivo tradicional.


Em sistemas mais simples é possível controlar principalmente as intempéries climáticas, esse é o sistema mais utilizado por pequenos produtores.

No cultivo da roseira, por exemplo, é possível a realização de cultivos em épocas não propicias à produção em campo aberto. Outro motivo para se produzir em ambiente protegido é a melhor eficiência de nutrição e no uso da água, o que resulta na redução do ciclo da cultura, no uso de insumos e de água pelas plantas.


Cultivo protegido de rosas, localizado na Universidade Federal de Viçosa

Estufa na UFV onde a Agrijúnior desenvolveu projeto.

Em estufas fechadas, é possível controlar ainda mais o ambiente. Temperatura, umidade, qualidade do ar são variáveis de extrema importância no cultivo eficiente.


No controle da temperatura e umidade, micro nebulizadores tem se mostrado uma eficiente nesse controle. Pequenos bicos dispostos uniformemente dentro da estufa controlam a umidade e consequentemente a temperatura, porem, necessita-se de um controle minucioso para evitar o molhamento folhear.


Outra forma são as placas de argila expandida. Pequenas pedras de material poroso são dispostas em uma caixa onde se joga água e ventiladores empurram o ar úmido para dentro da estufa. É um sistema mais simples que dispensa de mão de obra e controle, pois toda água jogada em excesso escoa pela calha não causando o molhamento folhear.

Uma cultura que esta se adaptando muito bem ao cultivo protegido é a do tomateiro, por ser uma planta extremamente sensível a pragas. Por ser mais fácil o controle de pragas em um ambiente controlado, é possível economizar bastante no uso de defensivos agrícolas, e com o crescimento do mercado de orgânicos ,é possível sim, ter uma produção viável com uso zero de defensivos.


     (31) 3612-4061

    Anexo do Departamento de Engenharia Agrícola, sala 208

Universidade Federal de Viçosa 

Avenida PH Rolfs, s/n – Viçosa/MG

CEP: 36580-900

  • whatsapp-logo
  • Preto Ícone Instagram
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon